EM DEFESA DA JUSTIÇA DO TRABALHO. RESPOSTA À EX-MINISTRA ELIANA CALMON