A PREVALÊNCIA DO NEGOCIADO SOBRE O LEGISLADO: ALGUMAS REFLEXÕES QUANTO À CONSTITUCIONALIDADE DO ART. 611-A DA CLT